Dieta da proteína, o que pode comer

A dieta da proteína é uma dieta bastante restritiva, por isso surgem muitas dúvidas para quem deseja fazer a dieta, a dúvida é simplesmente sobre o que pode comer e o que não pode comer durante o período em que estiver fazendo a dieta da proteína, por isso, logo abaixo você terá mais informações sobre esse assunto.

Para manter uma alimentação saudável e conseguir atingir determinados objetivos mais específicos, de acordo com o gosto pessoal, preferências ou até mesmo necessidade de uma pessoa é necessário que sejam promovidas algumas restrições de alimentos que podem fazer mal à saúde ou até mesmo atrapalhar na conquista de uma meta.

Como o emagrecimento tornou-se um dos objetivos de várias pessoas que desejam cultivar um corpo bonito e repleto de curvas perfeitas e com uma estrutura que enquadre-se nos padrões de beleza da sociedade, as dietas oferecidas para este tipo de meta são cada vez mais exageradas, com restrições brutas que não permitem que um indivíduo coma alimentos com os mais variados nutrientes ou propriedades.

Sobre a dieta da proteína

A dieta da proteína é um cardápio realizado por várias pessoas que desejam emagrecer de forma rápida e fácil, sendo que a alimentação ditada por este método pode ser considerada como regrada, sem muita variação entre os alimentos, porém há algumas variáveis que podem agradar diferentes tipos de pessoas e suprir seus gostos e necessidades pessoais.

Como há vários cardápios da dieta da proteína espalhados principalmente pela internet, é necessário que o indivíduo saiba visualizar qual a melhor opção que se enquadra em suas necessidades e que também possa contribuir para sua saúde, levando em consideração não somente os efeitos e resultados, assim como o processo e os riscos que o mesmo poderá trazer.

Com todas as constatações, é possível afirmar que uma das melhores opções da dieta da proteína para a realização é o cardápio separado por meio de etapas, sendo que cada uma das fases oferece um princípio novo para que o indivíduo possa adaptar-se e manter uma alimentação favorável e que possa contribuir não somente para a estética, assim como para o organismo em geral.

Dieta da Proteína Como funciona essa dieta

dieta-da-proteina-o-que-pode-comer

Por meio da dieta da proteína em etapas, é possível apostar na primeira fase, que é a mais restrita em questão de alimentos, para obter a perda de peso que sempre foi desejada, com um cardápio um pouco mais restrito e sem muitas variações, durando 14 dias.

Porém, já na segunda fase, a alimentação modifica-se, com a inclusão e permissão de mais alimentos para a ingestão, favorecendo a saúde e permitindo que sua estrutura possa obter a energia necessária posteriormente à etapa mais bruta do processo.

A terceira fase oferece o período de estabilidade, com a inserção de carboidratos de forma moderada para que o indivíduo possa somente manter o que foi perdido e continuar com a forma física após o esforço realizado.

Cardápio da dieta da proteína

Dieta da Proteína, o que pode comer

A alimentação irá variar de acordo com a fase da dieta da proteína, por isso veja o que é permitido comer durante as 4 fases da dieta da proteína.

Primeira Fase

A lista de alimentos aumenta conforme as etapas, sendo que, na primeira fase, o indivíduo não pode comer quase nada, com uma gama bem pequena de opções que são apresentadas no cardápio, em suma com carnes magras, assim como aves e peixes, além de ovos e até mesmo algumas gorduras que também são permitidas, ingerindo, moderadamente, todos os derivados do leite, segundo a indicação no cardápio, veja alguns alimentos permitidos nessa fase:

  • Carnes,
  • Frango,
  • Peixes,
  • Ovos,
  • Queijo minas light,
  • Leite desnatado,

Segunda Fase

Já na segunda fase o indivíduo pode comer alguns carboidratos, com a inserção de pão integral, grãos e batata, ainda não com o cardápio completo, porém já favorecendo o organismo em questão de energia para a sustentação do corpo, veja alguns alimentos:

  • Pães Integral,
  • Batata,
  • Verduras e legumes,
  • Grãos,

Terceira Fase

Na terceira fase é possível adicionar outros alimentos com carboidratos, até mesmo doces, porém atentando-se ao consumo para que o mesmo seja realizado de forma moderada, visando o peso que foi perdido para que seja possível estabilizá-lo e mantê-lo.

Quarta Fase

Já na quarta fase, todo cardápio é liberado, mas se você deseja manter o peso perdido, será necessário fazer um reeducação alimentar para que seja seguido para vida toda, afim de não recuperar os quilos perdidos.

Conclusão

Na verdade todos os alimentos são possíveis para a inserção na dieta, principalmente na terceira etapa, desde que sejam ingeridos moderadamente.

Na primeira etapa vários alimentos devem ser cortados do cardápio, assim como massas, pães, arroz, bolos, azeite, manteiga e alguns legumes e frutas que também contém carboidratos, porém, nas fases seguintes, adicionando alguns dos itens, como citado acima.

Veja também:

Vote nesse post

Deixe uma resposta